Passatempo Bubble Yourself

Se fores 1, entre as primeiras 11 pessoas, a pedir a sua mensagem, nos comentários deste post, irás ganhar uma mensagem de um baralho de cartas à tua escolha: Fadas, Mestres AscendentesAnjos, ou Unicórnios Mágicos.

A mensagem será entregue via e-mail, quando menos esperares… pLim! *

Põe uma intenção no teu pedido ( para ti mesmo/a, não precisas de especificar aqui) Exemplos.:

  • “Qual é o meu papel neste desafio?”
  • “Que passos devo dar para encontrar a minha vocação/caminho?”
  • “O que é que os seres celestiais têm para me dizer?”

Desejos de dias com muita magia,

Até Já 

Anúncios

Sopa de Legumes Doces com Massinhas

A avó São é garantidamente a fã número 1 das minhas sopas! Este fim-de-semana vieram uns amigos deles de visita e então pediu-me se lhe fazia um panelão daqueles “Que são uma categoria as tuas sopas Tucha!”. 🙂

Eu, que adoro fazer sopas, pus mãos à obra e preparei uma super sopa, bem rica, com muita hortaliça, que é a única maneira de pôr o meu avô a comer legumes, faz com cada fita, ui! Mas eu sou mais teimosa que ele e arranjo sempre forma de lhe dar a volta… uns bons raminhos de hortelã, como ele gosta e quase que se esquece das couves! E assim foi! Temos sopa para a semana toda, a receita dá para cerca de 20 doses, espero que gostem! 😉

SOPA DE LEGUMES DOCES COM MASSINHAS

INGREDIENTES:

  • 8 fatias grossas de abóbora hokkaido (1/2 abóbora)
  • 2 cebolas grandes
  • 3 cenouras
  • 1 couve coração
  • 1 nabo (não muito grande)
  • 2 tiras de alga kombu (para enriquecer a sopa em minerais e vitaminas, se não gosta de algas não se preocupe, não dá sabor nenhum à sopa)
  • 1 caneca de chá de massinhas de letras e/ou esparguete integral partido
  • 2 dentes de alho
  • azeite qb.
  • sal marinho integral qb.
  • 4 pés de hortelã – opcional, mas devia ser obrigatório, que fica uma delícia! 😉

PREPARAÇÃO:

  1. Cortar 1/2 couve-coração em tiras de 2 a 3 cm e escaldar em água abundante (sem sal) durante 6 min. Reservar a couve. Guarde a água fervida para acrescentar à sopa.
  2. Cozer as massinhas com um pouco de sal e reservar.
  3. Numa panela grande juntar: a abóbora, o nabo, 1/2 couve-coração, as cebolas cortadas em pedaços iguais, as cenouras em pedaços mais pequenos (demoram mais a cozinhar) e a alga kombu. Junte a água fervida e adicione mais (se, necessário) até cobrir por completo os vegetais. Leve ao lume durante 25/30 min.
  4. Desligue o lume e tempere com sal e azeite, passe bem com a varinha mágica, até obter um creme sedoso, se estiver demasiado espessa acrescente um pouco de água fervida.
  5. Adicione 2 dentes de alho ralados (ralador mais fino), uns raminhos de hortelã a gosto, as couves escaldadas e as massinhas previamente cozinhadas.
  6. Deixe repousar durante cerca de 10 min. para o alho cozinhar e a hortelã apurar.

NOTAS:

Pode adicionar feijões ou lentilhas para uma sopa mais rica, ou substituir as massinhas por bagos de arroz integral. E não se esqueça, essencial, mantenha uma atitude bem disposta e positiva enquanto cozinha, é esse um dos melhores temperos que conheço! 😉

Bom Apetite ♡

Salteado de Arroz Integral com Tofu no Wok

Isto é caso para dizer… xiiii, foi dar uma ganda volta, pois foi! 🙂 Passou-se mais um Verão daqueles, sempre a fazer km., com direito a tudo e mais qualquer coisinha, feito de sorrisos e gargalhadas, lágrimas e abraços, danças e sonhos, encontros, desencontros e alguns reencontros. Foi assim como eu gosto, sem datas marcadas, a fluir… pelos caminhos de Portugal.

Aqui fica uma receita que me enche os sentidos, simples e apetitosa! A dose que vêem no wok dá para 2 boas doses, quase 3… eu comi tudo, sozinha, à hora de almoço! Pois é, Varatojo que é Varatojo não passa fome não, somos todos assim lá em casa… 🙂

Nunca cozinho menos do que 1kg de arroz integral, facto é que também costumo cozinhar para um número considerável de pessoas, mas ainda assim o arroz chega a aguentar 5 dias no frigorífico sem fermentar e é muito prático tê-lo já feito para adicionar em sopas, croquetes, saladas, pão, etc., hoje foi neste salteado. Espero que vos saiba tão bem, como me soube a mim! 😉

SALTEADO DE ARROZ INTEGRAL COM TOFU NO WOK

INGREDIENTES:

  • 1 taça generosa de arroz integral previamente cozinhado – receita aqui
  • 250g de tofu fumado (ou tofu normal, mas marinar primeiro em shoyu e alho)
  • 1 cebola média/grande
  • 1 cenoura grande
  • 2 a 3 rodelas finas de gengibre
  • 2 dentes de alho – esmagar os dentes de alho com o cabo da faca
  • azeite qb.
  • shoyu qb. (molho de soja bio, sem açúcar)
  • sal marinho integral qb.
  • sementes de sésamo ou gomásio

PREPARAÇÃO:

  1. Num wok, em lume alto, aquecer o alho e o gengibre, muito picadinho, em azeite durante alguns segundos, mexendo sempre.
  2. Adicionar a cebola cortada em meias luas, a cenoura cortada em diagonais finas, e pitada de sal marinho. Saltear até a cebola ficar translúcida, temperar com umas gotas de shoyu (molho de soja).
  3. Junte o tofu cortado em cubos pequenos e envolva bem nos legumes, suavemente para que o tofu não se desfaça todo. Saltear durante alguns minutos até o tofu começar a ficar dourado, mexendo sempre.
  4. Adicione o arroz integral, já cozinhado, e envolva bem com os restantes ingredientes. Salteie durante cerca de 5/6 minutos (se o arroz estiver muito seco de estar no frigorífico adicione um pouco de água para ele se soltar).
  5. Prove e, se necessário, tempere com mais umas gotas de shoyu. Sirva com gomásio ou sementes de sésamo tostadas.

NOTAS:

Pode adicionar ervas frescas a gosto, no meu caso, nem hesitaria, era coentros a montes, mas não tinha em casa. Acompanha com uma boa salada verde. Bom Apetite! 😉

O melhor trabalho do mundo… e um até já, que vou de férias!

Daqui a umas horas entro de férias,  e quem  acabou de ver as fotos pergunta, mas então e isto era o quê, não eram férias?  Não, mas quase! 🙂

Estas últimas duas semanas tenho estado numa herdade no Alentejo a cozinhar para uma família, que é como se fosse um bocadinho minha também. Foi com a E. que a minha aventura culinária começou há 5 anos atrás, apareceu na minha vida assim em forma de surpresa boa, numa altura em que estava sem trabalho e com a renda de casa para pagar… ok, não estava a pensar nisso, mas vou contar a história de como virei cozinheira! 🙂

Janeiro de 2009, despedi-me do meu trabalho e tinha 2 semanas para arranjar alguma coisa. Decidi tirar dois dias para meditar sobre o assunto e fui ter com uma grande amiga, a R., que estava a viver na Raposeira, uma pequena aldeia, perto de Sagres, no Algarve.

Bem cedo pela manhã sentei-me e comecei o meu exercício de visualização… o que é que eu me imagino a fazer? O que é que quero…? A primeira imagem que me veio foi uma cozinha, um ambiente familiar e eu a cozinhar contente e a cantarolar. Logo de seguida lembrei-me que por vezes vão ao Instituto pessoas há procura de professoras de culinária ao domicílio. Liguei à minha mãe, contei-lhe e ela disse-me, ok, estou aqui a pensar numa pessoa, mas acho que não é por aqui, dá-me umas horas para pensar no assunto que já te digo qualquer coisa.

Passaram duas horas e ela liga-me de volta: Martinha esteve cá a E., uma cliente nossa muito querida, falei-lhe em ti e ela está interessada, vai ligar-te à tarde.

Na semana seguinte estava a trabalhar em casa da E., numa cozinha absolutamente fantástica, bons materiais e utensílios, despensa recheada com os melhores ingredientes e frigorifico cheio de  vegetais biológicos, um autêntico atelier criativo para mim que adoro inventar receitas! Para melhorar todo este cenário, temos a E., uma mulher maravilhosa e inspiradora, que puxa por mim, me dá liberdade para criar sem limites e…. me faz sentir como se fosse da família. 🙂 Foi e é um dos encontros mais felizes da minha vida!

E passaram 5 anos desde então, muita coisa aconteceu, muita água rolou, sou cozinheira agora, sim cozinheira e não chef, que eu continuo a gostar da coisa bem informal e familiar, sou uma cozinheira, assumida, concretizada, feliz e grata, muito grata, muito, muito, muito grata!!

É verdade, daqui a umas horas entro de férias… e apetece, claro que sim, tem sido um ano intenso, mas sabem que mais, já estou com saudades deste trabalho, da vida no campo e das pessoas lindas que conheci aqui. Daqui de onde vos escrevo, da minha cabaninha de madeira na areia, vejo a Horta mesmo à minha frente… vou lá agora, buscar coisas boas para o almoço, que está mesmo na hora, na hora de ir praticar a magia!

Desejo-vos um óptimo Verão, bem pertinho da família e dos amigos, com muita comidinha boa, um Verão cheinho de sol, e mar, e florestas, e ar puro, breathe in and out… deeply… aproveitem para ir para a Natureza e visualizem tudo aquilo que desejam ver na vossa vida, resultou comigo e continua a dar frutos! 😉

pLim * fui * até já

m *

As estações mudam, e nós também.

changeVenho oficialmente anunciar que a loja MacroExotic, já sendo uma filial do Instituto Macrobiótico de Portugal desde o seu início, passa agora a chamar-se IMP – Leiria.

O blog MacroExotic irá continuar aqui nesta plataforma e irá estar em modo privado nas próximas semanas para mudanças de imagem e conteúdo. Que já apetece! 🙂

Vamos lá, dar início a uma nova fase que promete vir cheia de energia, com histórias para contar, receitas para partilhar e muito mais… stay tuned! 

Até já 

m.

Passatempo Bubble Yourself ★Edição Especial ★

Desde 2007 que faço este ritual no principio do ano: acendo umas velas, muitas!, incenso, ponho uma música simpática (como esta) e sento-me confortavelmente na companhia dos meus decks de cartas, que vão aumentando de ano para ano. Tiro uma carta para cada mês e uma para o ano no geral… observo, curiosa, cada carta que se vai soltando e sorrio… gosto disto, sabe a magia…! São estes os meus guias ao longo do ano, ajudam-me a focar e a tomar decisões de uma forma mais consciente.

Põe uma intenção no teu pedido… ( para ti mesmo/a, não precisas de especificar aqui) Exemplos.:

  • “O que é que este ano tem para me ensinar?”
  • “Qual é o meu papel neste desafio?” 
  • “Que passos devo dar para encontrar a minha vocação/caminho?”
  • “O que é que os seres celestiais têm para me dizer?”

E como esta é uma Edição Especial vou duplicar o número de participantes, as primeiras 22 pessoas a pedirem a sua mensagem, aqui nos comentários deste post, irão receber uma mensagem das FadasMestresAscendentesAnjos ou Unicórnios Mágicos. Indica no teu pedido qual é o baralho de cartas que queres. A mensagem será entregue via e-mail… quando menos esperares… pLim! *

Até Já 

Passatempo Bubble Yourself

 

As primeiras 11 pessoas a pedirem a sua mensagem, aqui nos comentários deste post, irão receber uma mensagem das FadasMestres AscendentesAnjos ou Unicórnios Mágicos. Indica qual é o baralho de cartas que escolheste. A mensagem será entregue via e-mail… quando menos esperares… pLim! *

Nota: Não se pode participar duas vezes seguidas.

Dica: Não faças uma pergunta específica. Por vezes, estamos demasiado focados numa questão e quanto mais pensamos no assunto, mais longe ficamos da solução. Ao mudarmos o foco, trabalhando outros aspectos da nossa vida, aos quais não damos a devida atenção, o problema que nos “persegue” perde o seu lugar de destaque e a solução acaba por vir, naturalmente, ao nosso encontro. Resulta comigo!

Até Já