Ameixa Umeboshi: Um Antibiótico Natural

Ameixa UmeboshiA ameixa umeboshi é um alimento muito especial, de sabor salgado e ácido, é um fruto transformado em pickle. São muito ricas em ácido cítrico, em ferro e em vitamina C. Foram chamadas ameixas por causa do seu sabor fortemente ácido, que deriva do facto de serem colhidas ainda verdes, apesar de, na realidade, serem mais próximas do alperce. A planta originária da China, foi introduzida no Japão há pelo menos 1300 anos. As umeboshi são fermentadas com sal ao longo de pelo menos 6 meses, mas são de melhor qualidade e têm um efeito mais medicinal se forem fermentadas por um ano ou mais; a fermentação pode ir até aos 6 ou 7 anos e as ameixas com esse tempo de fermentação são extremamente valiosas de um ponto de vista medicinal. A fermentação láctica a que são submetidas permite-lhe umas conservação de vários anos. São um alimento, um tempero, um condimento e um remédio tradicional no Japão.

Sendo um fruto, possuem uma natureza muito yin. Ao adicionar-lhes sal e ao submetê-las a pressão durante muito tempo, adquirem também características muito yang, e é esta a grande polaridade contida em cada ameixa, ou seja, esta fusão de energias opostas e complementares, que faz das umeboshi um remédio caseiro com aplicações muito vastas. Quanto mais longo for o processo de fermentação, mais apuradas ficam as propriedades das ameixas.

O uso regular de produtos fermentados por processos naturais, como o miso, as umeboshi e os picles, contribui para o fortalecimento dos intestinos, já que enriquece a flora intestinal, para o reforço da imunidade e contribui para o equilíbrio geral do organismo. Em caso de doença, pode-se comer a umeboshi propriamente dita ou utilizá-la em diversos remédios caseiros.

Indicações: reforça a imunidade geral do organismo, neutraliza tanto a acidez como a alcalose, melhora o fluxo de energia ki e de sangue, fortalece os intestinos e alivia a fadiga. Visto que actua em aspectos tão basilares do organismo, as suas indicações são vastas:

  • ao nível do aparelho digestivo: enterite, gastrenterite, diarreia, vómito, flatulência, alergias de origem alimentar, náusea e enjoo;
  • ao nível do sistema nervoso: tonturas, epilepsia, distúrbios mentais, encefalopatia espongiforme;
  • ao nível dos órgãos internos: problemas de vesícula, de fígado, de pâncreas e de ovários.

A umeboshi pode ainda ser benéfica quando usada nas seguintes situações: gripe, desmaio, dores de cabeça centrais e profundas, reacções alérgicas a medicamentos, efeitos do consumo excessivo do álcool, entre outras.

Excerto retirado do livro Remédios Caseiros, de Francisco Varatojo.

Advertisement

Dieta Nº7. Quem aceita o desafio?

Então o desafio é, como sugere o titulo, a Dieta Nº7, que consiste em 10 dias seguidos a Arroz Integral. Vou começar esta quarta-feira, dia 14 de Novembro. Fazer esta dieta em conjunto é mais divertido e motivador, lanço o desafio a quem me quiser acompanhar nesta aventura, assim poderemos partilhar a experiência passo a passo, que aviso já, é intensa.

A quem quiser participar peço que me envie um e-mail para macroexotic@gmail.com ou faça um comentário no blog, para que eu possa ficar a conhecer um pouco a pessoa e avaliar se é apropriado para a sua condição de saúde fazer esta dieta, também podemos introduzir alguns (poucos) alimentos extra que podem ajudar a manter a dieta até ao fim.

Ultimamente tenho andado pouco activa e muito indisciplinada, sinto que o meu organismo está a precisar de uma limpeza e como já fiz esta Dieta algumas vezes sei que é exactamente aquilo que estou a precisar.

A Dieta Nº7 tem a duração de 10 dias, pelo facto do nosso plasma sanguíneo demorar esse tempo a renovar-se, limpando os excessos e abrindo espaço para novos padrões energéticos no organismo. No modelo das 5 Transformações, temos o elemento água, árvore, fogo, solo e metal e a cada uma destas energias estão associadas diversas características. O arroz integral corresponde à energia metal, que sugere forças de condensação, organização, intuição, decisão, disciplina, etc.

É um alimento excelente para desenvolvimento intelectual e espiritual e, de um ponto de vista físico, beneficia particularmente os pulmões e o intestino grosso, sendo um dos melhores alimentos para tratar problemas intestinais.

Os orientais consideram também que o arroz aumenta a energia ki, ajuda a aliviar a depressão e acelera a eliminação de toxinas.

Ora vamos lá ganhar coragem. Eu vou… vem comigo! 🙂

Segue-se o link com a receita: Receita de Arroz Integral

Hoje no Jornal de Leiria!

No âmbito do dia Mundial da Alimentação, que foi esta passada 3ªfeira, fui convidada pelo Jornal de Leiria para uma pequena entrevista sobre a Macrobiótica. Estou bastante contente com o resultado e grata ao Jornal de Leiria por ajudar a divulgar a Macrobiótica.

Para aumentar a imagem e ler o texto, basta clicar em cima da imagem.

Espero que gostem. 🙂

Ingredientes a evitar nos cosméticos

“A pele constitui o maior órgão do corpo humano. É um tecido vivo, que respira, que nos defende das agressões externas e absorve mais de metade do que nela colocamos, entrando na nossa circulação sanguínea. Os químicos sintéticos utilizados na maioria dos cosméticos, ao serem absorvidos, não são reconhecidos pelo nosso organismo. São substâncias com constituições químicas que o nosso corpo considera como desconhecidas, tratando-as como “estranhas”. O organismo vai, então, tentar eliminá-las, sobrecarregando os órgãos que desempenham esta função, como é o caso do fígado e dos rins. No entanto, estudos científicos comprovam que muitas destas substâncias permanecem no organismo, intoxicando-o, provocando distúrbios químicos e efeitos mutagénicos.”

A minha dica é, imprima esta imagem (acima) e guarde na carteira. Sempre que for comprar cosméticos aconselho-o/a a ler os rótulos e procurar estes ingredientes, se encontrar algum já sabe, e no caso dos produtos de supermercado irá encontrar uma série deles, são de evitar.

Espero que seja útil e que o/a ajude a fazer escolhas mais conscientes, o seu corpo agradece e o ambiente também.

re.Começar com Optimismo.

De volta a Leiria, ainda a aterrar, mas pronta para re.Começar!

Venho de coração cheio, a transbordar mesmo. Foi um Verão em viagem, como eu gosto… vivi novas experiências e sensações, conheci caras novas, pessoas lindas, ri até chorar e sorri… muito! Passei dias inteiros com os meus amigos do coração, acordei em frente à praia, dancei, mergulhei no mar de todas as praias por onde passei, apaixonei-me de novo e outra vez.. e volto assim, feliz com a vida.

Durante este mês reflecti sobre o meu estilo de vida, há muito que ando a tentar mudar várias situações e nem sempre é fácil. Mas venho motivada e com objectivos a cumprir, e, assim sendo, elaborei um plano de acção, um cocktail de coisas simples que já resultaram no passado e sei serem essenciais para o meu crescimento e evolução.

Palavra chave: Disciplina, eu e ela temos tido um relacionamento atribulado, mas sei que nos vamos tornar grandes amigas, é agora!

Aqui fica a minha lista de conquistas diárias para este re.Começar:

  • Deitar e levantar cedo – o plano é ir no máximo até à meia-noite e levantar-me às 7h. Este é um verdadeiro desafio para mim, normalmente por volta das 23h começo a despertar, sou capaz de ir pela noite dentro em tertúlias criativas e depois claro custa-me horrores sair da cama de manhã. Ontem deitei-me às 23h, hoje foi easy-peasy saltar da cama às 7h!
  • Yoga – começar logo pela manhã cedinho, faço em casa com os vídeos do site Yoga Journal. Este link vai directo para o programa 21-Day Yoga Challenge. Durante 21 dias recebem no vosso e-mail um vídeo com a aula do dia seguinte. Inscrevam-se! Eu sou fã!
  • Meditação – tenho pouca prática, mas é um facto que me faz sentir bem. A meditação tem efeitos positivos para o cérebro e para o sistema imunológico, reduzindo significativamente estados de ansiedade e confusão mental. Também no site Yoga Journal podem inscrever-se no Meditation Revolution, durante 28 dias irão receber no vosso e-mail todas as dicas para aprender a meditar, bem como um áudio de meditação guiada de 10 min. Eu pratico de manhã, a seguir ao Yoga, e ao final do dia, antes de ir dormir.
  • Pequeno-Almoço – Não tenho fome de manhã e (confesso) sou até capaz de enfiar um café no estômago em jejum, pois é, eu sei, q´horror, tão pouco macrobiótico! A verdade é, estou longe de ser a menina exemplar e nem faço tenção de o ser, no entanto, tenho consciência das minhas escolhas e vou arquitectando planos para conseguir mudar aquilo que vejo não me ser útil, umas vezes funciona, outras não, mas não desisto. E então, o meu pequeno almoço vai passar a ser: um caldo de miso e um delicioso creme de arroz, com um molho de manteiga de amendoim, pasta umeboshi e geleia de arroz.  Em breve dou a receita do creme de arroz.
  • Andar de Bicicleta – Desde miúda que adoro andar de bicicleta. Entretanto, a minha estava, literalmente, a enferrujar. Ora porque a corrente precisa de WD40 e eu me esqueço consecutivamente de ir comprar, ou porque os pneus estão completamente vazios e eu não encontro a bomba, que está perdida na arrecadação (espero). Bom, hoje o sr. Zé da mercearia, meu vizinho, trouxe a bomba e deu mais uns toques que eram precisos, et voilá! Tenho a bina pronta! Todos os dias a seguir à loja vou dar uma volta, apanhar ar fresco e vento na cara. Para ver se saio um bocado aqui da rua. E a primeira voltinha é já hoje.. apetece-me tantooo!
  • Remédios Caseiros – Escolhi três e vou alternando. Kuzu para regular o metabolismo e aumentar a vitalidade; Caldo de Vegetais Doces para curar a minha hipoglicemia; e Chá de Feijão Azuki para energizar os rins, que depois dos excessos de verão bem precisam. 
  • Alimentar a Paixão – 1h por dia vai ser dedicada a algo que me apaixone, às actividades que me fazem esquecer que o tempo existe, e as opções são estas: desenhar, pintar, escrever, dançar, costurar, estudar o Ki das 9 Estrelas e aprender mais sobre cristais.

E é este o plano, comecei ontem, so far so good, estou Optimista. 🙂

oH yEahh.. let’s ZimP!! | 3 a 9 de Setembro

Aproxima-se o tão esperado Festival Zimp!! Segue, abaixo, um pequeno teaser das diversas actividades que nos esperam. Temos um programa de luxo, com pessoas incríveis, num lugar mágico e com alimentação macrobiótica do mais alto nível, que além de ser de nos fazer muito bem, é absolutamente deliciosa, e olhem que sei do que estou a falar.

Costa Vicentina here we go! Apetece-me tantooo! Vamos? Eu vou, até já! 🙂

Para Inscrições e mais informação por favor contactar:

 Tel. 21 324 22 90 / 96 696 98 45
joana.zimp@e-macrobiotica.com
www.e-macrobiotica.com/festival_zimp/

www.facebook.com/zimpfestival/

O Programa começa dia 3, 2ª-feira, às 17h00 (acolhimento dos participantes) e termina dia 9 depois do pequeno almoço.

  • Movimento
    Tai chi kung / Yoga dinâmico / Body flow / Biodanza / Water pilates
  • Plantação de hortas biológicas
    Compostagem / Pesticidas naturais / Semear / Permacultura
  • Culinária Macrobiótica
    Sushis / Snacks / Sobremesas / Menus festivos /Refeições rápidas e saudáveis
  • Cuidados Naturais
    Remédios Caseiros / Saúde Infantil / Alimentos que curam / Saúde através das mãos / Tratamentos externos
  • Feng Shui
    Feng Shui para o quarto das crianças / Feng shui e o fluxo do dinheiro / Feng Shui no exterior / Simbologia pessoal / Feng Shui e a arte
  • Saúde/Bem-Estar
    Saúde emocional / Diagnóstico / Caminhar da doença para a saúde / Ecologia: alimentos, energia e ambiente / Homem, mulher e sexualidade / Saúde através do Shiatsu / Intuição e comida
  • Desenvolvimento pessoal
    O corpo não mente / Consciência de prosperidade vs consciência de escassez / Viver uma vida íntegra e com propósito
  • Artes
    Trabalhos manuais com materiais reciclados / Teatro / Fotografia / Caligrafia chinesa para jovens
  • Hora Chill Out
    Momentos zimp para o seu final de tarde.
  • Animação noturna

Alegria, diversão e interação, com convidados muito especiais que vão aquecer as suas noites.

Arroz Integral Cozinhado na Panela de Pressão

O arroz integral é um dos meus alimentos preferidos e é, sem dúvidas, um clássico da alimentação macrobiótica. Depois de cozinhado podem adicionar-lhe vegetais salteados ou temperá-lo com Gomásio, acabadinho de fazer, é uma delícia que me reconforta a alma, de verdade.

O arroz integral tem um valor nutricional muito superior ao arroz branco, particularmente no que toca à riqueza em vitaminas do grupo B e proteína. É um alimento excelente para desenvolvimento intelectual e espiritual e, de um ponto de vista físico, beneficia particularmente os pulmões e o intestino grosso, sendo um dos melhores alimentos para tratar problemas intestinais. É muito eficaz no controle da diabetes.

O seu uso foi difundido pelo filósofo e educador japonês George Ohsawa. Os orientais consideram também que o arroz aumenta a energia ki, ajuda a aliviar a depressão e acelera a eliminação de toxinas.
O seu consumo excessivo (o uso exclusivo ou quase de arroz integral como único cereal) pode levar a uma magreza exagerada, uma tonalidade mais amarelada da pele e a um semblante demasiado sério.

O arroz integral pode ser consumido simples (muito mais saboroso se cozinhado na panela de pressão), com leguminosas ou vegetais, em sopas e até em sobremesas.

É aconselhável demolhá-lo sempre antes de o cozinhar – não só fica muito mais saboroso, como isso ajuda a desdobrar o ácido fítico, tornando mais fácil a absorção de diferentes oligoelementos, particularmente zinco.

ARROZ INTEGRAL REDONDO NA PANELA DE PRESSÃO

INGREDIENTES:

  • 1 cháv. de arroz integral redondo biológico
  • 1 tira de 3cm de alga Kombu (opcional)
  • água
  • sal marinho

PREPARAÇÃO:

  1. Deixar o arroz a demolhar, cerca de 4 ou 5 horas, ou a noite toda, eu deixo sempre de um dia para o outro.
  2. Coloque o arroz integral, previamente demolhado e um pedaço de 3cm de alga kombu na panela de pressão. Acrescente água até ficar 1cm acima do nível do arroz (a quantidade de água pode variar conforme a textura, mais ou menos cremosa, que pretenda obter).
  3. Leve ao lume (pode tapar mas não feche a panela de pressão), ao levantar fervura (demora cerca de 15min.), coloque uma pitada de sal e feche a panela de pressão. Cozinhe durante 30 minutos.

OBSERVAÇÕES:

O arroz integral pode ser combinado com outros cereais integrais, o que permite ter uma maior variedade na sua alimentação. Tenha, no entanto, em conta que a maior proporção deverá ser sempre a de arroz. Ex.: 1 de arroz para 1/2 de trigo.

MacroExotic na Sic Mulher

Foi a semana passada que, muitooo nervosa, me dirigi para os estúdios da Sic Mulher para uma entrevista sobre a MacroExotic.  A entrevista era curta e nem era em directo, mas no meu intimo estava com receio de que pudesse bloquear ou dizer uma estupidez qualquer sem jeito nenhum.. enfim, a tal história do medo de cair no ridículo, um dia deixo-me disto, ai deixo, deixo.

E lá fui… muito bem acompanhada, com a mãe e as manas… à medida que se aproximava a minha hora os nervos cresciam, a minha mãe sorria e dizia: “respira fundo, respira fundo..”, as minhas irmãs repetiam “és uma corajosa!”. Olha e eu respirei, e respirei.. até ao momento em que a Ana Rita Clara se sentou à minha frente. A partir daí passou numa rajada. Só sei que tinha que me manter a falar e assim foi. A Ana Rita facilita o processo e guiou a conversa muito bem, é uma querida.

O momento mais bonito desse dia, que eu guardarei para todo o sempre, num lugar muito especial no meu coração, foi este que conto a seguir:

Assim que terminou a entrevista, procurei a minha mãe e as minhas irmãs, elas assistiram no estúdio, quando as vejo as 3 com um sorriso gigante, de braços no ar a sussurrar com os lábios… “BOA!!” 🙂 Valeu por tudo ter lá ido, por me ter desafiado, pela óptima publicidade que é para a “minha” lojinha linda… mas acima de tudo por este momento, este cruzar de olhares que encheu o meu coração de alegria.

Desafio superado, venha o próximo!

Segue a entrevista neste link: Entrevista MacroExotic – Sic Mulher, espero que gostem.

Café MacaYannoh

Hummm… Café. Adoro. Quente, morno, frio, curto, longo, abatanado, venha ele em que forma vier, i’m in. Ou melhor, estava. Deixei há 1 semana, pois já estava com sintomas de overdose de café, dores nos rins, cansaço e umas olheiras carregadas, em diagnóstico oriental a zona por baixo dos olhos está ligada aos rins.

Para substituir e criar a ilusão de um belo cafézinho tenho feito esta mistura de Yannoh com Maca, adoço com geleia de arroz. Não é a mesma coisa… não, mas é saboroso e satisfaz-me.

CAFÉ “MACAYANNOH”

INGREDIENTES:

  • 2 colheres de sobremesa de Yannoh,
  • 1 colher de café rasa de Maca
  • 1 de geleia de arroz
  • água (ou bebida de aveia)

PREPARAÇÃO:

Numa caneca junte todos os ingredientes, adicione água a ferver, misture bem et voilá, até faz espuma! 🙂

YANNOH – Café feito a partir de 5 cereais e leguminosas que são moídos até obter um pó fino, é adequado para pessoas com muita actividade intelectual, problemas de estômago, intestinos e dores de cabeça, é uma bebida revitalizante.

MACA – Conheço este produto há pouco tempo, uma amiga minha usava, fiquei curiosa e estou agora a experimentar, tem um sabor adocicado, meio estranho a principio. Seguem as características: tal como o ginseng, a maca é um adaptogéneo, ajudando o corpo a adaptar-se a níveis elevados de stress. Excelente para dar energia, força e resistência. É uma planta extremamente rica em minerais, vitaminas e proteínas, contendo muitos dos aminoácidos essenciais e particularmente rica em cálcio e magnésio, dois dos minerais mais deficitários na nossa dieta moderna. Apesar da Maca ser bastante rica em aminoácidos essenciais, não deixa de ser uma fonte rica em frutose, atenção para não abusar.

MAIS INFO SOBRE O CAFÉ (o verdadeiro) :

“O café é das bebidas mais consumidas em todo o Mundo e muito se tem discutido sobre se é ou não saudável e se pode ser consumido regularmente sem perigo.

De um ponto de vista macrobiótico e de medicina oriental, o café é um alimento oriundo de um clima tropical, que afecta o funcionamento das glândulas supra-renais, dos rins e da bexiga e, como tal,  não devem ser usados regularmente, em particular se existe um problema de saúde específico.

Do mesmo modo, e segundo uma perspectiva energética (energia ki), o café consome mais rapidamente as reservas de energia vital acumuladas, acabando por reduzir a vitalidade e diminuir a imunidade. Para além de criar um maior nervosismo, o uso abusivo de café produz frequentemente uma sensação grande de cansaço e desvitalização.”

. Bons Fígados .

Ultimamente vários sinais me têm despertado para dar mais atenção ao meu fígado. Alguns dos sinais de fígado tenso são: aquela disposição irritadiça, em que com facilidade perdemos a paciência, ou um acordar pesado e mau humorado. Aqui vão algumas dicas do meu pai, que ajudam a cuidar o fígado.

“Em medicina oriental, os órgãos têm nomes simbólicos que estão associados às suas qualidades e funções.

O fígado é apelidado de General pela capacidade que tem de controlar e dirigir a “energia ki” no organismo. O seu par, a vesícula, funciona como o seu assistente ajudando (metaforicamente) a tomar as decisões apropriadas.

Quando o fígado funciona bem, a energia ki move-se duma forma rápida e suave e sentimo-nos ligeiros, com iniciativa e bem-humorados. O fígado e a vesícula regem também os olhos e a visão, assim como os músculos.

Dum ponto de vista alimentar, a energia ascendente da Árvore que governa o Fígado e Vesícula Biliar é particularmente afectada por alimentos mais pesados e que inibem um fluxo energético ascendente, particularmente carne, gorduras animais e excesso de sal. Afectam também o fígado e a vesícula alimentos excessivamente cozinhados, falta de frescura na alimentação, alimentos cozinhados no forno (bolachas, biscoitos, pão), excesso de óleo (particularmente óleo de má qualidade) assim como alimentos demasiado ácidos e demasiado picantes. O uso de restos de comida reaquecida é também prejudicial.

Uma consideração importante relacionada com os hábitos alimentares tem a ver com a hora do dia em que ingerimos os últimos alimentos: idealmente não devemos comer nada 3 horas antes de dormirmos, ou no mínimo 2 horas. Comer antes de ir para a cama não permite que o fígado desintoxique apropriadamente o organismo e faz com que nos sintamos muito mais pesados e estagnados. A qualidade do sono é também afectada e torna-se muito mais difícil levantarmo-nos de manhã.

Especificamente, pode tentar as seguintes sugestões:

Cereais – Os melhores cereais para o fígado e a vesícula são: Cevada, Trigo, Centeio, Aveia, Cuscuz, Bulgur, massas de Trigo Integral. Uma combinação particularmente boa é combinar Arroz Integral com Cevada ou Arroz Integral com Trigo (2 ou 3 partes de Arroz Integral para 1 de Cevada ou de Trigo).

Vegetais – Os vegetais mais benéficos para o fígado e a vesícula são os vegetais de crescimento ascendente como alho francês, nabiças, grelos, couve chinesa entre outros.

Leguminosas – As leguminosas são benéficas especialmente para o rins e bexiga, mas as lentilhas podem beneficiar as funções hepáticas.

Frutos – As frutas em geral ajudam o fígado a desbloquear (podem no entanto prejudicar a vesícula), mas as ameixas são as frutas mais benéficas para estes órgãos.

Condimentos e sabores – A sabor ácido de boa qualidade estimula a energia árvore; experimente utilizar mais regularmente vinagre de arroz, sumo de limão, vinagre de ameixa Umeboshi, Chucrute (pickle de couve tradicionalmente utilizado na Europa do Norte). Cuidado com sal e alimentos excessivamente salgados.

Produtos animais – Os produtos animais não ajudam particularmente um fluxo adequado da energia ki associada ao fígado e à vesícula, mas o uso de bivalves (amêijoas, mexilhão, etc.) pode nalguns casos ser benéfico. Quando comer produtos animais é preferível cozê-los ou cozinhá-los no vapor; evite assar, grelhar ou o uso de alimentos fumados.

Métodos culinários – Dê preferência a métodos culinários mais ligeiros como cozer, escaldar, cozinhar no vapor assim como ao uso de alimentos fermentados como pickles, molho de soja, pasta de soja, etc.

Bebidas – chás como o chá de cevada, dente de leão, hipericão do gerês, artemísia, entre outros têm sido tradicionalmente utilizados para tratar o fígado e a vesícula.”

por Francisco Varatojo